Manifesto Pelas Vidas de São Paulo tem o objetivo de engajar sociedade civil, para pressionar atuais e futuros políticos, para que a mesma união e mobilização contra o coronavírus, seja empenhada para enfrentarmos uma crise humanitária tão antiga e tão urgente: nossas desigualdades.

Nesse sentido, o manifesto apresenta 4 metas para o enfrentamento das desigualdades em São Paulo, que devem ser cumpridas nos próximos 4 anos. A pandemia do novo coronavírus expôs a importância da política e seu poder para enfrentar problemas e salvar vidas. Mostrou que temos recursos disponíveis que podem ser melhor distribuídos e investidos em favor da maioria, com união, pressão social e vontade política.

Não precisamos de muito, mas precisamos de muitos. O sistema precisa mudar, e nós somos o sistema. Já não podemos voltar ao mesmo estágio que estávamos antes. A cidade que nos espera pós-coronavírus pode ser mais justa, humana e desenvolvida, e é a nossa união hoje que poderá fortalecer a cada dia essa corrente de mudança pelas vidas de São Paulo.

Assine já o Manifesto pelas vidas de São Paulo

Eu assino

Manifesto pelas vidas de São Paulo | 4 metas para os próximos 4 anos

Um pacto social para que a mesma união e mobilização contra o coronavírus, seja empenhada também contra as desigualdades da maior e mais rica cidade do país.
________________________

Assine e compartilhe esse manifesto!

Compartilhe esse manifesto.

   

Manifesto Pelas Vidas de São Paulo – Eu Assino!

Diferente de outras crises, a pandemia do novo coronavírus impactou diretamente a vida de todos, mas não da mesma forma. Apesar de unidos pelo cotidiano da quarentena e fragilidade diante do contágio, vivemos em uma das democracias mais desiguais do mundo, e o peso dessas desigualdades formam o que cientistas da OMS (Organização Mundial da Saúde) já alertaram ser o maior grupo de risco diante da pandemia: as pessoas pobres, que moram nas favelas e periferias.

A cidade mais rica da América Latina e epicentro da pandemia no Brasil, tem mais de 2 milhões de paulistanos vivendo em favelas, áreas de risco, moradias precárias, com alta concentração populacional, sem garantia de acesso à infraestrutura de água, esgoto, iluminação pública e coleta de lixo. E somado a tudo isso ainda vemos o declínio da renda média, que sempre  foi baixa, e segundo o Data Favela 7 de cada 10 famílias já vêem sua renda diminuir.

Uma sociedade extremamente desigual e com baixos índices de bem-estar social condena a classe mais pobre, mas afeta toda a população, inclusive as pessoas socialmente mais privilegiadas. Será que o coronavírus nos fará entender que não dá mais para milhares de pessoas viverem em situação tão vulnerável? Que uma sociedade equilibrada deve ser interesse de todos, e que temos recursos disponíveis, se melhor distribuídos e investidos, para atender a essa demanda?

Não podemos voltar ao mesmo estágio que estávamos antes do coronavírus. O momento é de invertermos a pirâmide de prioridades, e a esperança da mudança dependerá de todos nós. No entanto, o espaço onde essa mudança ocorrerá, ou não, é na política, e um dos nossos maiores desafios será evitar que os atuais e futuros políticos realizem “mudanças para deixar tudo como está”, perpetuando as desigualdades de nossa cidade.

O coronavírus expõe a importância da política e seu poder para enfrentar problemas e salvar vidas. Nossa união hoje pode fazer com que essa corrente de mudança se fortaleça a cada dia, para conseguirmos enfrentar uma crise humanitária tão antiga e tão urgente: nossas desigualdades. As crises revelam o que as sociedades têm de melhor e de pior. Vamos dar o nosso melhor! Assine e compartilhe o manifesto “Pelas Vidas de São Paulo” para apoiar esta luta e pressionar atuais e futuros políticos.

#PelasVidasDeSP
EU APOIO AS 4 METAS PARA OS PRÓXIMOS 4 ANOS

Conheça as metas do Manifesto pelas vidas de São Paulo

Renda Básica Cidadã

Para desempregados e trabalhadores de baixa renda

Transporte público de qualidade e acessível

Conexão entre todos os bairros e meia-passagem com integração de 12h para pessoas de baixa renda de todas as idades

Programa para a urbanização de favelas

Garantia de saneamento básico e moradia digna à todos os paulistanos

Saúde, educação e cultura nas periferias

Implantar em todos os bairros desassistidos equipamentos públicos de saúde, educação e cultura suficientes e de qualidade

QUEM TAMBÉM ESTÁ APOIANDO

#VamosJuntos

Quer falar com a gente?

Mande um e-mail para

faleconosco@pelasvidasdesp.com.br

Top